CO(S)MICIDADES: dia 15/10/16, sábado, de 10 às 18:00 (Rua Barão de Guaratiba, 29, Glória)

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Emaranhamento quântico (verbete)

http://www.nature.com/nphys/journal/v2/n10/covers/largecover.gif

Einstein criticou certos conceitos da física quântica afirmando que esta previa acontecimentos simultâneos (EPR) que contradiziam um de seus postulados da Relatividade: não existe nada mais rápido que a velocidade da luz. Niels Bohr respondeu que sim, o emaranhamento era uma possibilidade que a física quântica previa. A querela foi parcialmente resolvida com John Bell que deu elementos experimentais para a comprovação do emaranhamento comprovados, entre outros, por Alan Aspect. O emaranhamento quântico constitui uma relação de simultaneidade entre duas partículas separadas em qualquer distância no universo. As comprovações já chegam a quinze quilômetros.



Textos no Cosmos e Consciência:


Diferenças Emaranhadas: aspectos de um modelo de consciência quântica


Deus joga dados viciados? Por uma Filosofia Quântica


Fractais quânticos monádicos


Ontologia Onírica: hermetismo, diferença e ciência em Philip K. Dick




Nenhum comentário: